De olho no futuro

14/04/2020

Grupo Guzerá Jovem reúne nova geração de criadores que constrói hoje o futuro da raça



 



O Guzerá Jovem é um grupo que nasceu da percepção da zootecnista e gerente técnica da Associação dos Criadores de Guzerá e Guzolando do Brasil (ACGB), Carla Martins, que notou a grande quantidade de jovens trabalhando com a raça. Percebendo a relevância dessa nova geração, ela começou a articular, juntamente com o jovem guzeratista Thales Botelho, a criação de um grupo que reunisse esses jovens com objetivo de promover o crescimento do guzerá. Deu certo, e hoje o projeto já conta com mais de 80 participantes, criadores da raça e profissionais da área com idades entre 18 e 35 anos, de todas as partes do Brasil. Na rede social Instagram, o perfil que divulga o trabalho do grupo (@guzerajovem) já tem mais de 16 mil seguidores.



“Percebi que atualmente muitos criadores jovens iniciaram o trabalho com o guzerá, muitos deles começando por conta própria, e muitos mais dando continuidade ao trabalho dos pais. Temos muitos casos de sucesso na sucessão entre os criadores, assim como histórias de quem começou do zero na seleção e deu muito certo. Então, pensei que seria produtivo reunir esse pessoal para impulsionar a raça com esse fôlego da juventude”, conta Carla. 



Um desses criadores que dão continuidade ao trabalho começado pelos pais é o próprio Thales, filho do pecuarista Leandro Botelho Neiva, que fundou o Guzerá LBN no ano de 1991, na Fazenda Poção, em Paracatu (MG). Hoje com 20 anos, Thales trabalha na seleção lado a lado com o pai, e tem a consciência da enorme importância da sucessão na agropecuária. Por isso, aceitou com entusiasmo o cargo de presidente do Guzerá Jovem, com objetivo de inspirar outros jovens a seguirem carreira no campo. “Nossa meta é trazer novas pessoas para pensar a seleção e o futuro da raça. Queremos promover um ‘refrescamento’ de ideias e trazer ‘sangue novo’ para o guzerá”, afirma Thales, que é estudante de Agronomia das Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu).



Outro membro fundador do Guzerá Jovem é o guzeratista Mateus Santiago, da MS Pecuária, que também participou das conversas iniciais do grupo. Ele é um dos exemplos de criadores que, de maneira pioneira, começaram a selecionar a raça por conta própria. Proprietário de uma fazenda em Extrema, no sul de Minas Gerais, Mateus criava gado comercial para o corte, mas não via os números baterem para o lucro aparecer. Buscando alternativa para aumentar a produtividade, em 2017 ele conheceu a raça de dupla aptidão e resolveu apostar. De acordo com ele, deu muito certo por um motivo em especial: o apoio que recebeu do grupo.



“As amizades que fiz no Guzerá Jovem foram muito importantes para minha seleção, porque me deram todo o suporte que um criador novo precisa. Um suporte que não encontrei em nenhum outro lugar. Todo o conhecimento que tenho sobre seleção e melhoramento genético eu ganhei do pessoal, e foi isso que muito me motivou a continuar. Agora, tenho o prazer de participar da diretoria do grupo e poder ajudar outros novos criadores como fui ajudado”, conta Mateus, que hoje consegue manter com sucesso a venda permanente de tourinhos guzerá PO e guzolandos em sua propriedade.



Fundado oficialmente em junho de 2019, o grupo vinculado à ACGB já promoveu eventos abertos ao público na Megaleite, em Belo Horizonte (MG), e na ExpoParacatu, em Paracatu (GO), divulgando as qualidades e casos de sucesso da raça, além de reuniões em outras partes do país. A próxima ação do grupo será na 86ª ExpoZebu, em data a ser definida: o 1º Encontro Técnico Guzerá Jovem, que contará com palestras de especialistas e criadores sobre as qualidades da raça.



“A ideia é apresentar o guzerá como opção para uma pecuária mais produtiva, seja na produção de carne ou leite. Vamos mostrar os dados científicos que temos sobre a raça, como provas de ganho de peso e concursos leiteiros, para comprovar o que propagamos sobre o guzerá. Queremos embasar nosso discurso e mostrar porque usar a raça. A programação ainda está sendo definida, mas já garantimos que será um momento muito produtivo e com várias participações especiais”, antecipa Carla.



Já estão confirmadas as palestras do superintendente técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) Luiz Antônio Josahkian e do presidente da Comissão Nacional da Bovinocultura de Corte da Confederação Nacional da Agropecuária (CNA) e pecuarista Antônio Pitangui de Salvo. Mais informações podem ser obtida pelo telefone (34) 3336-1995.


ACGB © | Desenvolvido com por